Oftalmologista: tudo sobre a especialidade

O oftalmologista é o médico especialista na saúde ocular, apto a realizar diagnósticos e tratamentos para as doenças relacionadas à visão.

No entanto, é um profissional que deve ser consultado regularmente para acompanhamento, mesmo sem sintomas. Isso porque ele é capaz de diagnosticar alterações que possam surgir na visão ao longo da vida.

Neste artigo, você irá entender mais sobre a importância do oftalmologista para o bom funcionamento da visão. Boa leitura!

Oftalmologia: o que é?

A Oftalmologia é uma área de atuação da Medicina que abrange a parte clínica e cirúrgica. Para se tornar um oftalmologista, o profissional deve finalizar os seis anos da graduação em Medicina para cursar a residência médica ou uma pós-graduação lato sensu. Após a conclusão do curso, o profissional estará apto a realizar o registro como especialista em Oftalmologia junto aos Conselhos Regionais de Medicina (CRM).

O oftalmologista está habilitado para diagnosticar e determinar tratamentos para garantir a saúde ocular dos pacientes. Além disso, o profissional especialista em Oftalmologia está apto a realizar procedimentos cirúrgicos para a correção de possíveis condições que podem afetar a visão, como:

  • Cirurgia refrativa;
  • Glaucoma;
  • Pterígio;
  • Retina e Vítreo;
  • Catarata;
  • Ceratocone;
  • Estrabismo.

Doenças tratadas pelo oftalmologista

Astigmatismo

O astigmatismo é uma das doenças da visão mais comuns entre os pacientes. Trata-se de uma má formação na curvatura da córnea que pode causar visão embaçada ou distorcida e dores de cabeça. O diagnóstico é realizado através do teste de visão, e a correção mais indicada é com o uso de óculos ou lentes ou através de procedimento cirúrgico à laser em casos mais graves.

Miopia

A miopia é um problema na anatomia dos olhos que causa dificuldades para enxergar à distância. É uma doença hereditária, e, por isso, muito comum na população. A correção é feita através do uso de óculos ou lentes, mas o paciente também pode optar pela cirurgia à laser.

Catarata

A catarata é uma doença que causa a perda de transparência do cristalino dos olhos de forma progressiva, o que torna a visão embaçada. É uma doença mais comum em idosos e pode piorar ao longo do tempo, podendo levar o paciente à cegueira. A cirurgia é o tratamento mais indicado para a correção da doença.

Estrabismo

O estrabismo é uma condição caracterizada pelo desalinhamento dos olhos. O tratamento depende das causas da doença, que podem ser hereditárias, neurológicas ou infecciosas. A cirurgia para a correção é recomendada apenas em casos onde o desvio permanece.

Hipermetropia

A hipermetropia é uma dificuldade para enxergar objetos próximos. Trata-se de uma condição onde o globo ocular pode ser achatado, provocando a distorção da imagem pois ela é formada depois da retina. O diagnóstico é realizado pelo exame de refração, e o tratamento mais indicado é o uso de óculos ou lentes. No entanto, também existe cirurgia para corrigir a condição.

Conjuntivite

A conjuntivite é uma inflamação da conjuntiva, a membrana que reveste a parte da frente do globo ocular e o interior das pálpebras. É uma doença contagiosa que geralmente ataca os dois olhos, e pode durar entre 10 e 15 dias. Causa coceira, secreção, sensação de ciscos nos olhos, vermelhidão e inchaço nas pálpebras.

Glaucoma

O glaucoma é a perda de células da retina, que pode causar a perda da visão periférica no começo. Se o tratamento não for iniciado imediatamente, pode causar perdas irreversíveis na visão.

Alergia ocular

A alergia é uma resposta do sistema imunológico para combater um alérgeno, e também pode ocorrer nos olhos. Os sintomas mais comuns são: coceira, inchaço, vermelhidão e lacrimejamento dos olhos.

Para prevenir possíveis doenças e evitar a evolução do quadro, é essencial que o paciente visite um oftalmologista regularmente. O tratamento precoce pode evitar quadros mais graves das doenças, e até curá-las.

Agora que você já sabe tudo sobre o oftalmologista, aproveite para ler também o nosso artigo sobre a Medicina de Emergência. Trata-se de uma especialidade médica que capacita o profissional para realizar o diagnóstico e os cuidados com pacientes em situações graves, que precisam de atendimento imediato.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.